O que você precisa avaliar antes de investir o seu dinheiro?


Seja para formar uma reserva financeira para cobrir eventuais emergências, seja para realizar um objetivo financeiro, seja para guardar dinheiro para o futuro, quando você pretende investir o seu dinheiro, é necessário, antes, levar uma série de fatores em consideração.

Para ter sucesso nas suas aplicações financeiras, o primeiro passo é saber o que você deve avaliar antes de começar a investir o seu dinheiro.

Fatores como o seu perfil de investidor, o risco e o objetivo de cada aplicação, diversificação, impostos e taxas, entre outros, devem ser avaliados e bem pensados antes de iniciar um investimento e embora o tema pareça muito complexo, pode ser mais simples do que você imagina.

Para ajudar você a investir o seu dinheiro da forma adequada, separamos no artigo de hoje tudo que você precisa saber antes de começar suas aplicações financeiras. Continue a leitura para saber mais.

Saiba qual é o seu perfil de investidor

O primeiro fator que você deve considerar e avaliar antes de começar a investir o seu dinheiro é o seu perfil de investidor.

Se você está pensando em adquirir um veículo antes de mais nada você pensa sobre as suas necessidades e então, depois disso, é que você escolhe o modelo que é mais indicado para suprir essas necessidades, não é mesmo?

Em geral, pessoas que têm filhos, tendem a escolher modelos de carros maiores e com um porta-malas mais espaçoso, por exemplo.

Quando se trata do mercado de investimentos, o ideal seria adotar uma postura semelhante, o que significa, portanto, antes de investir o seu dinheiro analisar se a aplicação escolhida pode atender as suas necessidades.

É comum que quando alguém procure uma corretora ou um banco para fazer um investimento, a instituição aplique um teste para saber qual é o perfil de investidor no qual essa pessoa se encaixa.

A nomenclatura utilizada pela instituição pode sofrer variações, mas os perfis de investidor costumam ser classificados em 3 termos, levando em consideração a tolerância em relação aos riscos do investimento, a saber:

  1. Conservador;
  2. Moderado;
  3. Agressivo (ou arrojado).

Investidores com um perfil conservador são aqueles que preferem não ter perdas em seus ativos e em virtude disso, costumam optar por aplicações em renda fixa.

Já os investidores de perfil moderado, podem aceitar uma certa possibilidade de perda, caso isso possa aumentar o retorno financeiro do investimento, sendo assim, podem aceitar, eventualmente, a se expor a aplicações com um risco mais alto, como o mercado de ações.

Investidores com um perfil agressivo, por sua vez, são aqueles que valorizam muito a rentabilidade de suas aplicações financeiras e por isso, se dispõem a aceitar riscos mais elevados em troca da possibilidade de multiplicar ainda mais o seu capital, investindo, por exemplo, em derivativos.

Defina quais são os objetivos da aplicação

Outro fator importante que você deve considerar antes de começar a investir o seu dinheiro são os seus objetivos em relação a suas aplicações financeiras.

Caso você tome a decisão de investir e não tenha estabelecido previamente um caminho para isso, as chances de que você se perca durante a sua caminhada aumentam e isso pode acabar significando prejuízos consideráveis,

Isso porque sem um propósito definido antes de investir o seu dinheiro você pode acabar sendo levado a mudar de aplicação financeira de acordo com o que acontece no mercado financeiro.

Quando isso acontece, no caso de um determinado tipo de aplicação sofra uma queda no seu preço, o investidor pode mudar de investimento para poder aproveitar o ativo que está em alta no mercado naquele determinado momento.

Consequentemente, além de ter de arcar com um prejuízo inicial, ainda é necessário pagar os custos de operação relacionados a transação, bem como com taxas de impostos provavelmente mais elevadas.

Já no caso de um investidor que planeja e define previamente os objetivos que possui para seus investimentos, o que acontece é que ele passa a ter uma estratégia estruturada para fazer suas aplicações.

Sendo assim, ele só escolhe aqueles investimentos que estejam de acordo com os propósitos que ele estabeleceu antes de começar a investir o seu dinheiro.

Se por acaso o investidor precisa do retorno do investimento em um prazo curto, por exemplo, o mesmo vai evitar aplicar o seu dinheiro no mercado de ações, para que assim não corra o risco de que o resgate seja feito em um momento em que os preços dos papéis estejam em baixa.

Dessa maneira, o ideal é que antes de começar a investir o seu dinheiro você tenha em mente quais são os seus objetivos tanto a curto, quanto a médio e longo prazo, sendo possível então que as suas necessidades financeiras e os seus investimentos sejam conciliados.

Contrate suas aplicações em uma corretora de confiança

A instituição por meio da qual você vai investir o seu dinheiro também é algo deve ser levado em consideração e deve ser escolhida com cuidado.

Se você sabe o que deve levar em conta antes de começar a aplicar os seus recursos, você é capaz de evitar as alternativas que poderão se mostrar ineficientes para fazer o seu dinheiro render.

Caso você já tenha alguma noção sobre o mercado de investimentos, deve saber que, de forma geral, os investimentos oferecidos pelas grandes instituições bancárias contam com retornos mais baixos se forem comparados às rentabilidades oferecidas por instituições financeiras de pequeno ou de médio porte.

E onde é possível encontrar as alternativas mais vantajosas para investir o seu dinheiro?

Bom, geralmente, essas alternativas podem ser encontradas nas corretoras de títulos e de valores mobiliários. Essas corretoras são semelhantes a um mercado de investimentos.

Antes de começar as suas aplicações, entretanto, é necessário encontrar uma corretora de confiança, preferencialmente que possua uma boa reputação no mercado e que seja adequada ao seu perfil de investidor.

Algumas dessas corretoras são especializadas em atender a pessoas físicas, enquanto outras, são especializadas no atendimento a pessoas jurídicas, por exemplo.

Seus investimentos devem ser diversificados

Antes de começar a investir o seu dinheiro você deve ter em mente que é importante se preocupar com a diversificação dos seus investimentos.

No momento em que você está planejando as suas estratégias para investir, você deve se lembrar que a diversificação é considerada uma boa forma de diluir os riscos de perdas, afinal de contas, assim, você não fica dependente de um ativo apenas e nem de uma instituição financeira somente.

Sendo assim, se alguma coisa sair errado em determinada aplicação, você tem a opção de recorrer ao montante alocado em outros ativos financeiros.

É importante salientar, no entanto, que para diversificar a sua carteira de investimentos sem gastos excessivos, é preciso contar com um capital relativamente considerável.

O recomendado é que antes disso, você já tenha formado uma reserva financeira de emergência que possa cobrir o seu custo de vida por alguns meses para só então pensar na diversificação das suas aplicações financeiras também para os investimentos de prazo mais longo.

Isso porque os custos operacionais das transações financeiras com valores menores poderão comprometer a rentabilidade dos seus investimentos.

Também é preciso dizer que a diversificação para investir o seu dinheiro também deve levar em conta o seu perfil de investidor.

Sendo assim, mesmo um investidor de perfil conservador poderá diversificar a sua carteira de investimentos, aplicando dinheiro em alternativas diversas de aplicações em renda fixa, tis como os títulos públicos, as letras de crédito, os CDBs, entre outros.

O imposto de renda também deve ser levado em conta

Antes de começar a investir o seu dinheiro, você também deve considerar o imposto de renda que porventura possa incidir por cada aplicação financeira na qual você pretende alocar o seu capital.

Os descontos do Imposto de Renda sobre a rentabilidade de cada aplicação não devem ser desconsiderados, uma vez que cada investimento pode ser tributado de uma forma diversa.

As aplicações em renda fixa, por exemplo, de forma geral, seguem uma tabela regressiva de alíquotas do Imposto de Renda, que se inicia em 22,5% e vai até 15% sobre os ganhos.

No caso de você investir o seu dinheiro nesse tipo de aplicação, o Imposto de Renda é retido na fonte.

Já quando se trata de investir o seu dinheiro no mercado de ações, depois de um determinado limite até qual o investidor é isento do Imposto de Renda, o pagamento do tributo deve ser realizado separadamente, pela própria pessoa, utilizando o Documento de Arrecadação da Receita Federal (DARF).

Agora você já sabe quais os fatores você deve levar em consideração e avaliar com cuidado antes de começar a investir o seu dinheiro.

Se você gostou desse artigo e quer ver mais conteúdo como esse, continue acompanhando as nossas publicações e confira também os nossos artigos anteriores no arquivo do blog.

Além de dicas para escolher os melhores investimentos para fazer o seu dinheiro trabalhar por você e render mais, aqui você encontra diversas orientações para manter o seu orçamento em dia e a sua vida financeira saudável e estruturada. Fique ligado.

Artigos que podem ser úteis para você: Como fazer aportes mensais para investir? | TED e DOC: Você sabe quanto paga?

Compartilhe esse artigo com seus amigos! ;)
By | 2019-02-20T14:16:40+00:00 fevereiro 15th, 2019|Investimentos|0 Comments

Leave A Comment