Basileia: O que é e como isso afeta meus investimentos?

Basileia é um conjunto de regulamentos bancários internacionais definido pelo Comitê de Basileia para promover a estabilidade no sistema financeiro mundial. 

O objetivo do Basileia é reduzir a capacidade dos bancos de prejudicar a economia assumindo riscos excessivos. 

O Basileia tem uma grande influência no setor bancário, por esta razão, é importante conhecer seu funcionamento e como seus investimentos estão reagindo a este índice e a visão dos especialistas financeiros nesta análise.

Para te ajudar preparamos este artigo para entender como a Basileia afeta seus investimentos, confira a seguir.

O que é Basileia?                         

O Basileia é uma estrutura regulatória destinada a fortalecer as instituições financeiras, colocando diretrizes relativas a índices de alavancagem, exigências de capital e liquidez. 

Para os investidores do setor bancário, eles criam confiança de que alguns dos erros cometidos pelos bancos que causaram e contribuíram para a crise financeira de 2008 não serão repetidos.

Basileia foi projetado para ser um suporte de análise e foi finalizado com contribuições e feedback de bancos e especialistas financeiros. 

Muitos países integraram os aspectos do Basileia em seus próprios estatutos regulatórios internos para os seus respectivos bancos. 

Uma das lições da crise financeira foi que os bancos com altas taxas de alavancagem precisam ser adequadamente regulados, em vez de autorregulados prejudicou muitos bancos durante 2007-2008.

À medida que esses bancos oscilavam à beira da sobrevivência,  comprometendo as finanças de uma maneira assustadora pois levou à falência algumas instituições.

Se esses bancos nesta época de crise fossem colocados à venda, seus ativos seriam vendidos a preços de liquidação.

 Isso reduziria o valor de todos os tipos de ativos, fazendo com que os valores fossem reduzidos em balanços patrimoniais prejudicando todo o mercado financeiro.

O mercado financeiro é interligado com o sistema bancário, então é preciso credibilidade e valorização para atrair investidores.

Em circunstâncias econômicas normais, a alta alavancagem pode até aumentar os retornos, mas pode ser desastrosa quando os preços caem e a liquidez recua como costuma acontecer em crises. 

Durante a crise financeira, alguns bancos com alta alavancagem declaram falência, necessitando de intervenção do governo e resgates.

Quais as regras adotadas pelo Basileia?

Os requisitos de capital também fazem parte do Basileia. Os bancos são obrigados a deter 2,0% dos ativos pelo risco na forma de seu próprio patrimônio.

 Esta regra é uma medida adotada para que os bancos levem em consideração nas suas tomadas de decisões para reduzir seus próprios riscos no mercado. 

Outro ponto é que o capital inclua 6% dos ativos por risco sendo de qualidade de Nível 1 .

 Os ativos são considerados de risco ​​durante uma recessão, portanto, essas regras protegerão os bancos nesta circunstância.

Outro elemento da Basileia são os índices de liquidez, pois a cobertura exige que os bancos mantenham ativos líquidos de alta qualidade que cobririam as saídas de caixa do banco por um período mínimo de 30 dias no caso de uma emergência.

A exigência líquida de financiamento estável solicita que os bancos tenham fundos suficientes para durar um ano inteiro em uma emergência.

Para os investidores bancários, isso aumenta a confiança na solidez e estabilidade dos balanços dos bancos. 

Ao reduzir a alavancagem e impor exigências de capital, reduz o poder aquisitivo dos bancos em tempos econômicos favoráveis. 

No entanto, torna os bancos mais seguros e mais capazes de sobreviver e prosperar sem estresse financeiro.

As instituições financeiras tendem a ser pró-cíclicas, o que significa que elas crescem rapidamente durante períodos de expansão econômica.

 No entanto, durante as recessões, muitos vão à falência. A Basileia os forçaria a aumentar as reservas de longo prazo e o capital durante os bons tempos, amortecendo a inevitável dificuldade quando as condições ficarem complicadas para o setor bancário.

Últimas mudanças de Basileia em relação aos Bancos

Os bancos precisam ter mais capital contra seus ativos, diminuindo assim o tamanho de seus balanços patrimoniais e sua capacidade de se alavancarem. 

Embora esses regulamentos estivessem em discussão antes da crise financeira, sua necessidade é ampliada à medida que ocorrem eventos mais recentes.

Os regulamentos do acordo de  Basileia contêm várias mudanças importantes para as estruturas de capital dos bancos. Em primeiro lugar, o valor mínimo do patrimônio, como porcentagem dos ativos, aumentará de 2% para 4,5%. 

Há também um “buffer” adicional de 2,5% exigido, elevando o requisito de capital total para 7%. 

Esse buffer pode ser usado durante períodos de estresse financeiro, mas os bancos que o fizerem enfrentarão restrições em sua capacidade de pagar dividendos e, de outra forma, implantar capital. 

Os bancos terão até 2019 para implantar essas mudanças, com isso, irá evitar um súbito “congelamento de empréstimos” à medida que os bancos se esforçam para melhorar seus balanços.

É possível que os bancos sejam menos lucrativos no futuro, em parte devido a essas regulamentações. 

A exigência de capital de 7% é um mínimo e é provável que muitos bancos se esforcem para manter um valor um pouco mais elevado, a fim manter uma estabilidade. 

Se as instituições financeiras forem consideradas mais seguras, o custo do capital para os bancos na verdade diminuiria. 

Os bancos mais estáveis ​​poderão emitir dívida a um custo menor. Ao mesmo tempo, o mercado de ações pode atribuir um múltiplo P / L mais alto aos bancos que possuem uma estrutura de capital menos arriscada.

Basileia e Estabilidade Financeira

Basileia é um índice extremamente importante para ajudar a manter a estabilidade do sistema financeiro e evitar futuras crises financeiras. 

No entanto, em combinação com outras medidas, esses regulamentos provavelmente ajudarão a produzir um sistema financeiro mais estável. 

Por sua vez, uma maior estabilidade financeira ajudará a produzir um crescimento econômico, com menor risco de crise alimentada por recessões, como a que ocorreu após a crise financeira global de 2008-2009.

Embora as regulamentações bancárias possam ajudar a reduzir a possibilidade de futuras crises financeiras, elas em alguns aspectos também podem restringir o crescimento econômico futuro. 

Isso porque os empréstimos bancários e a fornecimento de crédito estão entre os principais motivos da atividade econômica moderna. 

Portanto, qualquer regulamentação destinada a restringir a concessão de crédito provavelmente prejudicará o crescimento econômico, pelo menos em algumas circunstâncias. 

No entanto, após os eventos da crise financeira, muitos especialistas do mercado financeiro estão dispostos a aceitar um crescimento econômico ligeiramente mais lento devido à possibilidade de maior estabilidade, evitando altos riscos para que não aconteça novamente.

Basileia e Investidores

Como em qualquer regulamentação, o impacto final do Basileia dependerá de como ele será atualizado no futuro. 

Além disso, os movimentos dos mercados financeiros internacionais dependem de uma ampla variedade de fatores, sendo a regulamentação financeira possui grande influência ao setor.

No entanto, é possível generalizar alguns dos possíveis impactos do Basileia para os investidores.

É provável que o aumento da regulamentação bancária acabe sendo positivo para os investidores do mercado de títulos.

 Isso porque os requisitos de capital mais elevado acabarão por tornar os títulos emitidos pelos bancos em investimentos mais seguros. 

Ao mesmo tempo, uma maior estabilidade do sistema financeiro proporcionará um cenário mais seguro para os investidores, mesmo que a economia cresça em um ritmo ligeiramente mais fraco como já previsto. 

O impacto nos mercados de câmbio é menos claro; mas o aumento da estabilidade financeira internacional permitirá que os participantes desses mercados se concentrem em outros fatores, enquanto talvez, eventualmente, dê menos foco à relativa estabilidade do sistema bancário de cada país.

O efeito do Basileia nos mercados de ações é incerto. Se os investidores valorizam mais a estabilidade financeira do que a possibilidade de crescimento ligeiramente maior alimentado pelo crédito, é provável que os preços das ações se beneficiem a este índice.

Além disso, uma maior estabilidade macroeconômica permitirá que os investidores se concentrem mais em pesquisas individuais de empresas ou indústrias, tendo que se preocupar menos com o cenário econômico ou com a possibilidade de um amplo colapso financeiro.

Como você pode perceber o Basileia analisa o sistema financeiro visando sua estabilidade, enquanto restringe o crescimento econômico futuro, colocando numa escala de menos importância.

Para os investidores, o impacto provavelmente será positivo, mas deverá resultar em mercados mais seguros para o investidor em títulos e, talvez, maior estabilidade para os investidores do mercado de ações. 

Uma compreensão dos regulamentos do Basileia permitirá aos investidores analisar melhor o setor financeiro no futuro, ao mesmo tempo em que os auxilia na formulação de opiniões macroeconômicas sobre a estabilidade do sistema financeiro internacional e a economia global. 

Agora que você já entendeu o impacto do Basileia nos seus investimentos é importante sempre estar atento a todos os índices que influenciam o mercado financeiro para investir com planejamento e estratégia, com isso, terá resultados de rendimentos satisfatórios.

O investidor precisa ter total consciência e conhecimento para investir seu dinheiro porque fazer por impulso como uma aposta na loteria, com certeza os resultados serão frustrantes é preciso levar a sério o mercado financeiro para realmente obter sucesso.

Continue acompanhando nosso blog e nossas postagens, pois sempre trazemos novidades para te ajudar em seus investimentos e assim alcançar seus objetivos.

Artigos que podem ser úteis para você: Como economizar dinheiro para o futuro? | Melhores investimentos para o pequeno investidor

Compartilhe esse artigo com seus amigos! ;)
By | 2019-02-05T21:12:52+00:00 dezembro 14th, 2018|Investimentos|0 Comments

Leave A Comment