Pare de viver fora do seu padrão de vida

Viver fora do seu padrão de vida é comum nos dias de hoje porque temos diversas opções de crédito para escolher e muitas das vezes acabamos usando sem necessidade apenas para consumir o que desejamos sem planejamento.

O planejamento é fundamental para você alcançar seus objetivos, pois conquistá-los sem dinheiro com a ilusão do crédito fácil só irá fazer você se afundar em dívidas.

O primeiro passo é você analisar seus gastos e verificar se não está vivendo fora do seu padrão de vida, ou seja, ultrapassando seu orçamento.

Para te ajudar nesta tarefa vamos trazer a você neste artigo sinais de alerta para você identificar se realmente está vivendo fora do seu padrão de vida, confira a seguir.

Primeiramente veja os sinais de alerta que você está vivendo fora do seu padrão de vida e depois irá ver com detalhes cada um abaixo:

  1. Você deixe seus desejos ditarem seus gastos;
  2. Você só anda com o seu cartão de crédito;
  3. Você não está economizando pelo menos 5%;
  4. Você não tem fundo de emergência;
  5. Você está pagando um veículo acima do seu orçamento;
  6. Você não tem deixado dinheiro no final do mês;
  7. Você novamente entrou na taxa do cheque especial;
  8. Você nunca definiu o seu orçamento;
  • VOCÊ DEIXA SEUS DESEJOS DITAREM SEUS GASTOS

Todos nós sabemos o quanto é ruim perder ou ficar de fora de eventos sociais divertidos devido às restrições financeiras. Mas não deixe os seus desejos ditarem seus gastos.

Isso pode ser tão inocente quanto sair para comer fora, quando você já esgotou o seu fundo de restaurante para o mês ou resolve pagar a conta sozinho dos seus amigos, é essencial que divida com todos para não viver fora do seu padrão de vida.

Saiba que você não precisa desistir de toda a sua vida social, é importante dar uma olhada em suas razões para gastar e encontrar maneiras mais baratas de ter tempo de qualidade com seus amigos e familiares.

  • VOCÊ SÓ ANDA COM O SEU CARTÃO DE CRÉDITO

Não é incomum usar um cartão de crédito como seu principal método de pagamento. 

As empresas de cartão de crédito oferecem todos os tipos de incentivos para motivar os consumidores a usá-los. Tornou-se um meio de pagamentos para muitos que já não carregam dinheiro em suas carteiras.

E não há problema algum em utilizá-lo, pois poderá até receber pontos de recompensa  e alguns descontos em estabelecimentos credenciados à empresa, porém contanto que você esteja pagando o saldo a cada mês do seu cartão apenas cuidado para não viver fora do seu padrão de vida.

Mas se tiver uma fatura para pagar todos os meses, quer dizer que você está gastando mais do que você deveria.  Então é preciso atenção, pois está vivendo fora do seu padrão de vida. Neste caso o ideal é que comece a levar dinheiro em espécie quando faz compras.

As pessoas sempre gastam mais com plástico (ilusão do cartão) porque não parece dinheiro de verdade. Quando você está com dinheiro em espécie você pensa 2X sobre uma compra desnecessária. 

Além disso, se você estiver tentado a comprar algo e não tiver dinheiro extra, o tempo que você leva para ir ao caixa eletrônico lhe dará tempo suficiente para repensar!

  • VOCÊ NÃO ESTÁ ECONOMIZANDO PELO MENOS 5%

Todos devem economizar de 10 a 15% de sua renda total todos os meses. Mas se você não conseguir economizar pelo menos 5%, isso pode ser um sinal de que você está vivendo fora do seu padrão de vida.

O importante é poupar este dinheiro de alguma maneira, começando com um cofrinho em casa e observe por 3 meses, quanto você já conseguiu guardar e inicie uma análise para aplicar este dinheiro em algum fundo de investimento ou em ativos financeiros de menor custo, caso a quantia ainda seja pequena.

É fundamental que não desista de fazer esta reserva, mesmo o valor sendo pequeno porque pode ter alguma situação de emergência e este valor pode te ajudar bastante nesta hora.

Agora se você acha que não pode economizar dinheiro porque precisa pagar suas despesas e acaba não sobrando nada, mas pense um pouco, tem certeza que está fazendo da maneira correta?

O ideal é primeiramente saber o valor total do seu orçamento mensal, depois saber o valor das suas despesas fixas e ver quanto sobra. Com esta mudança de hábito você vai observar que sempre sobra um pouquinho.

Observe se não está gastando demais com alimentação, passeios, vestuários, talvez seja neste ponto que acaba fazendo você viver fora do seu padrão de vida. Então repense e tenha mais consciência e responsabilidade sobre seus gastos, pois terá mais dinheiro sobrando.

  • VOCÊ NÃO TEM FUNDO DE EMERGÊNCIA

É fundamental que faça um fundo de emergência, pois ter este valor disponível vai te ajudar naquelas inevitáveis ​​situações de emergência como, por exemplo: se seu carro quebrar ou seu pet ficou doente e tiver aquela conta de veterinário que estava fora dos seus planos financeiros para pagar. 

Se você colocar esses tipos de despesas em um cartão de crédito ou financiá-los com um empréstimos continuará vivendo fora do seu padrão de vida.

Então se previna das circunstâncias que podem surgir durante o mês para não se enforcar em dívidas posteriormente.

Uma dica é construir um fundo de emergência de pelo menos R$ 3.000,00  assim, pelo menos você terá mais tranquilidade quando uma despesa inesperada surgir. 

Tente fazer isso dentro de 6 meses e reserve o máximo possível a cada mês para atingir seu objetivo, mas não desanime se ficar longe do valor pré estabelecido, continue se esforçando, o importante é ter já algum valor reservado.

É simplesmente uma reserva inicial e você está se adaptando ao hábito de poupar, com isso, não irá viver fora do seu padrão de vida.

  • VOCÊ ESTÁ PAGANDO UM VEÍCULO ACIMA DO SEU ORÇAMENTO

Uma grande bandeira vermelha financeira é a compra de um veículo financiado com parcelas altas e a longo prazo.

Por mais bonito, moderno e confortável que seja o modelo do veículo escolhido, você precisa saber se realmente cabe em seu orçamento e se vale a pena financiar ou guardar mensalmente o valor para comprá-lo e negociar à vista futuramente.

O desejo de consumir acaba levando as pessoas a viverem fora do seu padrão de vida e esquecerem que não é apenas a parcela que se deve analisar, mas sim todas as despesas de um veículo como: gasolina, álcool, manutenção, IPVA, seguro e outros.

Se você observou que está com a “corda no pescoço” por causa deste veículo, então vá renegociar está dívida e procure um modelo mais econômico de acordo com seu orçamento.

Pense que é essencial que tenha como pagar todas as suas contas em dia e sobrar dinheiro para poupar, pois suas economias estão indo para juros abusivos que está pagando nas parcelas do seu veículo.

Agora se está pensando em comprar seu primeiro veículo a melhor opção é poupar dinheiro, nada de dívidas, faça uma boa análise referente ao seu orçamento mensal e faça um planejamento.

  • VOCÊ NÃO TEM DEIXADO DINHEIRO NO FINAL DO MÊS

As pessoas que vivem de um salário fixo, muitas vezes acreditam que não podem economizar dinheiro ou gastam menos porque seu estilo de vida se tornou um hábito.

Uma maneira fácil de alavancar a poupança e se tornar mais consciente de suas decisões de gastos, é procurar economizar mensalmente.

O ideal é gastar dinheiro apenas com as necessidades básicas no mês como: aluguel, contas, alimentação e cortar todo o resto.

Claro que você precisa de roupas, lazer, mas primeiro corte tudo por alguns meses para conseguir guardar dinheiro.

Com passar dos meses você vai incluindo as outras necessidades e logo estará realizando seus sonhos financeiros com este sacrifício sem viver fora do seu padrão de vida.

  • VOCÊ NOVAMENTE ENTROU NA TAXA DO CHEQUE ESPECIAL

Taxas de cheque especial é outro sinal de que você está gastando dinheiro que literalmente não tem e vivendo fora do seu padrão de vida.

É essencial que evite usar o cheque especial e cuidado quando for realizar saques para realmente ter certeza que é o seu dinheiro que está retirando pois alguns bancos deixam esta informação não muito clara e quando notar pode ser tarde demais.  

Outra dica é dividir as despesas em categorias que façam sentido para você como: contas fixas, mantimentos, beleza, passeios e assim por diante e coloque dinheiro em um envelope para cada situação, inclusive separe sua reserva de emergência.

  • VOCÊ NUNCA DEFINIU O SEU ORÇAMENTO

Ter um orçamento definido é um dos passos mais importantes para a liberdade financeira e não viver fora do seu padrão de vida.

Então, se você nunca definiu parâmetros financeiros para si mesmo e não é rico para não se preocupar com dinheiro é essencial que você faça um levantamento sincero de seu orçamento mensal, gastos e se está poupando algo valor. 

Depois de ter uma noção de seus próprios padrões e hábitos, você pode trabalhar para definir um orçamento realista que permita economizar e gastar com mais sabedoria, estratégia e planejamento.

Agora se você se identificou em alguns destes sinais, significa que está vivendo fora do seu padrão de vida, então comece a seguir nossas dicas para não entrar em dívidas. Continue acompanhando nosso blog sempre trazemos novidades para ajudar você a cuidar melhor da sua vida financeira.

Artigos que podem ser úteis para você: 5 motivos para investir em 2019 | Por que é importante contar com um planejador financeiro?

Compartilhe esse artigo com seus amigos! ;)
By | 2019-02-05T21:12:15+00:00 dezembro 12th, 2018|Dicas de como poupar|0 Comments

Leave A Comment