Como investir em ações na bolsa de valores?

O artigo de hoje se propõe a ajudar os investidores iniciantes a comprar ações. Mas, antes de explicar como investir em ações, vou primeiro, retomar de forma resumida o conceito de uma ação. Em seguida vou abordar como você deve proceder para investir, o que fazer para escolher as melhores ações e por fim, como investir via fundo de ações.

O que são Ações?

De forma simples, uma ação, também conhecida como papel, corresponde a menor fração do capital social de uma empresa, ou seja, é a divisão de todos os ativos da empresa, como, plantas, máquinas, etc. em parcelas iguais. Então, ao comprar uma ação automaticamente seu detentor se torna sócio da empresa, e quanto mais ações ele tem maior é sua participação societária.

Se você deseja obter mais informações sobre ações, o artigo  Mercado de ações: Entenda tudo sobre esse tipo de investimento que está disponível em nosso blog vai com certeza te ajudar.

Como investir direto em ações

Como investir em ações na bolsa de valores

Para comprar uma ação, o investidor deve ter uma conta numa Corretora ou Distribuidora de Valores Mobiliários, caso ainda não tenha, você pode abrir de maneira online e pratica hoje em dia. Aqui é importante destacar que nem todas as corretoras oferecem a seus clientes o serviço de comprar e vender ações, então antes de abrir a conta procure se informar bem.

Com a conta aberta, o investidor deve preencher o questionário para identificar o seu perfil (Suitability). Ações são investimentos arriscados, elas não atendem a necessidade de todos os investidores, então conhecer seu perfil é essencial antes de começar a investir. Se ainda não sabe seu perfil, você pode conhecer em nosso App.

Depois é necessário transferir para a conta da corretora o montante que deseja investir. Existe muita discussão em qual deve ser o valor mínimo para se investir em ações, devido ao custo de corretagem, custódia da bolsa, emolumentos e impostos. É possível encontrar corretoras que zeraram a custódia e reduziram o custo de corretagem, então, nessas corretoras já é possível investir a partir de R$ 1 mil.

Com dinheiro em conta você deve entrar no ambiente de negociação da corretora (home broker) e efetuar uma ordem de compra da ação de seu interesse. É bom ficar bem atento para não comprar uma ação errada. Você vai escolher a ação, através do código, a quantidade que deseja comprar, e a que preço você quer comprar. Para ser executada a ordem deve haver um vendedor disposto a vender suas ações no preço que você ofereceu, em linhas gerais sempre colocamos o preço que está piscando no home broker.

Algo que é importante destacar é que as ações são comercializadas em lotes de 100, caso você deseje comprar apenas unidades, deve-se adicionar ao final de cada código a letra F, que se refere ao mercado fracionário de ações. Por exemplo, a ação da Vale (VALE3), passa a ser VALE3F. Repare na diferença, se você executar uma ordem de compra de duas (2) VALE3, você vai comprar na verdade 200 ações da Vale, e se executar duas (2) ordens de VALE3F vai comprar apenas 2 ações, uma diferença considerável, fique atento!

Lembrando que as ações tem código, vou deixar o link que leva ao site da B3, onde estão todas listadas.

Como escolher uma Ação?

Como investir em ações na bolsa de valores

Existem duas escolas com pensamentos distintos para se investir em ações, a escola técnica e a escola fundamentalista.

A escola de análise técnica se baseia nos movimentos dos preços das ações. Sua premissa é que todas as expectativas do mercado estão inseridas no último preço de um ativo negociado em bolsa. Portanto, ao analisar apenas os movimentos dos preços, seria possível identificar tendências de mercado.

A ferramenta principal da análise técnica é o gráfico, a partir dele os analistas buscam identificar padrões de comportamento e assim estimar a direção do ativo (ação). Para essa escola em nada importa o tamanho, ramo ou situação financeira da empresa. Na análise técnica quanto mais oscilação, ou seja, variação ocorrer no mercado abre-se mais oportunidades para lucrar com a compra e venda de ativos.

Já no caso da análise fundamentalista, o analista utiliza-se de fundamentos e informações das próprias empresas, além do setor em que estão inseridas e situação macroeconômica do país. Por exemplo, lucro, custo, margem, dívida, participação no mercado são características da própria empresa, enquanto tipo do setor se exporta ou importa, taxa de câmbio, taxa de juros e expectativa do PIB são características do mercado e da economia em que ela está inserida, mas que tem impacto no seu dia a dia.

O objeto de estudo do analista fundamentalista é o negócio em si, a empresa e sua atuação em seu mercado.

No mercado costuma-se falar que a análise técnica olha preço enquanto a fundamentalista olha o valor. Você vai encontrar mais analistas técnicos operando day trade (compra e venda de ações no mesmo dia), e fundamentalistas com estratégia de longo prazo, como value investing ou buy and hold, que buscam lucrar com a valorização das ações ao longo tempo, além de ganhos gerados pelo pagamento de dividendos.

Então você pode escolher entre essas duas estratégias de ações para começar a investir ou ainda conhecer melhor ambas. Existe também a possibilidade de você comprar relatórios de análises de casas especializadas. No Brasil é um mercado que está crescendo e muito, já existem diversas. A maior parte das casas utiliza a análise fundamentalista. É importante ressaltar que existe um custo aqui, em média você vai encontrar relatórios de ações por R$ 20 mensais, é algo que pode aumentar seu custo de entrada para começar a investir.

Investimento via fundo de ações

O Fundo de Investimento em Ações (FIA) é um tipo de fundo de investimento, que tem como seu principal objetivo montar uma carteira de ações. É a forma mais “fácil e simples” de investir na bolsa. Os fundos contam com um gestor profissional, que é responsável pela alocação dos recursos disponíveis, ou seja, compra e venda de ações.

Para reforçar a memória do leitor, os fundos de investimento são um tipo de aplicação que reúne o capital de uma série de investidores – chamados de cotistas – com o objetivo de obter um retorno através da alocação destes recursos em uma cesta de ativos financeiros.

Você consegue encontrar FIA a partir de R$ 100. Além de olhar a rentabilidade do FIA antes de investir, verifique qual é a estratégia adotada pelo gestor e a volatilidade do fundo. Se desejar mais informações, a respeitos dos tipos de fundo e suas estratégias, acesse Fundo de ações: Tudo sobre esse tipo de investimento no nosso blog.

Espero que o artigo de hoje tenha esclarecido algumas dúvidas e seja o pontapé para começar a investir em ações. Vou ficando por aqui, bons investimentos a todos e abraços.

Artigos que podem ser úteis para você: Mercado de Ações | Fundos de Ações

Compartilhe esse artigo com seus amigos! ;)
By | 2019-02-05T22:12:50+00:00 julho 30th, 2018|Investimentos|0 Comments

About the Author:

App Renda Fixa
É possível através do aplicativo Renda Fixa comparar, pesquisar vários tipos de investimentos reais por valor, período de vencimentos, tipos de investimentos e corretoras, podendo ser ordenados em sua pesquisa por taxa, vencimento, tipos de investimentos e corretoras. Baixe o app Renda Fixa. :)

Leave A Comment