Como fazer aportes mensais


O tema do artigo dessa semana parece simples, mas muita gente ainda tem dúvidas de como fazer aportes mensais em investimentos de Renda Fixa.
No investimento mais famoso do Brasil – a caderneta de poupança – o investidor tem uma grande facilidade de aplicar quando e quanto quiser. Em investimentos como CDBRDBLCI, LCA e letras de câmbio, o processo é um pouco diferente.
Primeiramente, é preciso entender que quando você compra um título de renda fixa, as condições de rentabilidade e prazos são combinadas no momento da aplicação. Vou dar um exemplo:

exemplo

Este CDB que encontrei no Renda Fixa possui vencimento em 3 anos, rentabilidade de 116% da taxa DI, investimento mínimo de 10 mil reais e com liquidez apenas no vencimento, ou seja, apenas no dia do vencimento do título o resgate será realizado. Por ter a rentabilidade atrelada a um índice – nesse caso, a taxa DI – este título é considerado pós fixado, já que a rentabilidade só será conhecida no final da aplicação.

E como fazer aportes mensais nesses títulos?

Quando se fala em renda fixa, esse conceito não existe da forma que conhecemos. Cada vez que você compra um título, um novo contrato é aberto, com rentabilidade, prazo e liquidez definidos no momento da aplicação.
O mesmo CDB que você comprou hoje pode ou não estar disponível para compra da próxima vez que você for investir. Amanhã ou daqui um mês você pode encontrar um título idêntico ao que você comprou ou um totalmente diferente, tudo depende da oferta de títulos naquele momento e do cenário econômico do país. Imagina que você tenha comprado um CDB prefixado com taxa de 12% ao ano em janeiro, e em julho do mesmo ano a taxa básica da economia tenha caído para 9%. É impossível que o mercado naquele momento ofereça um investimento que pague os mesmos 12% ao ano, já que a taxa que estão praticando está em
9% ao ano.

No caso dos títulos privados (CDB, RDB, LCI, LCA, letras de câmbio, etc.), se o valor do investimento mensal não for muito alto, é interessante investir mensalmente num título que possua alta liquidez e valor mínimo da aplicação que esteja de acordo com a sua disponibilidade financeira, até atingir o montante necessário para conseguir investir em títulos que ofereçam rentabilidade superior. A alta liquidez é necessária porque a oferta de um determinado título é limitada, e as oportunidades que podem surgir são únicas.
Já no programa do Tesouro Direto, você consegue fazer aportes em títulos públicos federais, sejam eles mensais ou diários, a partir de 30 reais.
Lembrando que cada contrato terá a alíquota do imposto de renda correspondente a ele, de acordo com o prazo transcorrido até então. Por isso é interessante que, caso você precisa de dinheiro, você faça o resgate dos títulos mais antigos, já que a tributação será menor. No caso do Tesouro Direto você não precisa se preocupar com isso, já que o programa faz automaticamente o resgate dos títulos mais antigos.

Espero que o artigo tenha sido proveitoso! Qualquer dúvida ou sugestões, comentem aqui embaixo =)

Artigos que podem ser úteis para você: Seu primeiro investimento: CDB | Renda Fixa X Renda Variável

Compartilhe esse artigo com seus amigos! 😉
Compartilhe esse artigo com seus amigos! ;)
By | 2019-02-19T17:26:34+00:00 fevereiro 20th, 2019|Investimentos|Comentários desativados em Como fazer aportes mensais