Cuidados na hora de usar seu cartão de crédito

Muita gente dá preferência ao uso do cartão de crédito para pagar suas compras, seja pela comodidade e agilidade que essa opção oferece, seja porque no momento da compra, elas não possuem o dinheiro vivo necessário para pagá-la à vista.

Entretanto, essa modalidade de pagamento deve ser usada com moderação para evitar que você fique endividado.

Em virtude das taxas de juros altas, o cartão de crédito pode ser uma grande armadilha para o seu orçamento e acabar fazendo você cair em um endividamento cada vez maior, sendo essa, inclusive, a maior fonte de dívidas para os consumidores do país.

Para evitar dores de cabeças com o comprometimento do seu orçamento por conta das dívidas, separamos neste artigo algumas dicas para você usar o cartão de crédito com cautela. Confira.

1 – Tenha um planejamento financeiro

Se você não quer ficar refém das altas taxas de juros cobradas pelo cartão de crédito, você deve ter o cuidado de planejar com antecedência os gastos que vai ter com ele.

Dessa maneira, faz todo sentido você iniciar um planejamento detalhado do seu orçamento para identificar qual é a sua situação financeira atual.

Caso você já esteja endividado, o uso do cartão de crédito pode não ser a melhor opção para realizar as suas compras nesse momento. Nesse caso, é ainda mais importante ter cuidado com a sua utilização para evitar adquirir mais dívidas ainda.

Planejando seu orçamento, você pode também realizar uma avaliação mais segura do valor que você poderá gastar a cada mês com mais tranquilidade.

Você precisa ter um controle em relação às suas despesas e à sua receita, devendo evitar gastar mais do que ganha.

2 – Não compre por impulso usando o cartão

Não faz sentido planejar seu orçamento com cuidado, se no final das contas você acaba cedendo ao impulso de comprar.

Fazer compras porque os itens estão em promoção, porque parece uma oportunidade interessante ou porque aquelas parcelas que você vai pagar do cartão de crédito cabem no seu bolso, são atitudes que vão apenas comprometer o seu orçamento.

Além do fato de retirar recursos que poderiam ser utilizados de maneiras mais necessárias, comprar por impulso no cartão de crédito pode também prejudicar o seu orçamento sem que você perceba logo de cara.

Isso acontece porque nas compras com o cartão, você não vê o dinheiro sendo gasto imediatamente e, muitas vezes, acaba só percebendo o impacto financeiro quando a fatura chega mais alta do que você de fato poderia pagar.

Dessa maneira, o ideal é que você invista mais em compras melhor planejadas e deixe para gastar por impulso apenas quando puder fazer o pagamento à vista e em dinheiro.

3 – Antes de ir às compras, faça uma lista

Uma boa forma de evitar as compras por impulso com o seu cartão de crédito, é, antes de sair de casa, fazer uma lista com os itens que precisa comprar.

Talvez não seja necessário fazer isso sempre que você for comprar algo, apesar de ser recomendado que você crie esse hábito, entretanto, é bom ter esse cuidado nas vezes que você for utilizar o cartão de crédito para pagar.

Com uma lista em mãos, é mais fácil controlar o impulso de comprar itens desnecessários e assim você pode controlar os gastos no seu cartão de forma mais inteligente.

4 – Avalie as condições de pagamento antes de usar o cartão

O cartão de crédito nem sempre é o grande vilão do seu orçamento. Na verdade, se você tiver atenção e estratégia para utilizá-lo, ele pode inclusive ajudar você a manter a sua vida financeira saudável. Em especial no caso de compras de itens com um preço mais alto, por exemplo.

Pense em uma situação onde, apesar de ter em mãos o dinheiro para determinada compra, você também deseja fazer algum outro investimento com esse valor. Nesse caso, não podendo fazer ambos, você teria de escolher entre uma das duas opções.

Entretanto, caso você não vá receber um bom desconto pela compra à vista, e esse valor possa ser parcelado usando seu cartão de crédito e sem o acréscimo de juros, nesse momento, vale a pena optar por essa forma de pagamento.

Ainda assim isso não significa que você não precise realizar um planejamento financeiro, uma vez que é através dele que você poderá garantir que as parcelas a serem pagas ficarão dentro das possibilidades do seu orçamento.

Perceba também que a depender das condições de pagamento de determinada compra, usar o cartão para pagá-la pode não ser nada vantajoso e na verdade, acabar acarretando em prejuízos, por isso, fique atento.

5 – Não use o cartão como uma fonte de renda complementar

Tenha em mente que o seu cartão de crédito não é a mesma coisa que uma fonte de renda complementar para você.

Realizar um bom planejamento serve, inclusive, para que você identifique o quanto de recursos você de fato tem disponível e qual é o panorama exato da sua realidade financeira.

O seu padrão de vida e de gastos deve ser estabelecido dentro dessa realidade, dessa maneira, o cartão não deve ser encarado como uma fonte alternativa de renda e ser usado para que você gaste além daquilo que você de fato recebe.

Mais cedo ou mais tarde, essa conta vai ser cobrada, e dessa maneira, você vai acabar ficando endividado.

Os saques com o cartão de crédito inclusive, devem ser evitados o máximo possível, já que eles funcionam como uma modalidade de empréstimo ou de financiamento, entretanto, as taxas de juros são ainda maiores.

Dessa maneira, pode ser muito difícil quitar o valor total que você vai ficar devendo, principalmente se você já estiver endividado.

6 – Limite o número de cartões

Não é fácil administrar a utilização de um cartão de crédito, imagina ter de cuidar de dois ou vários deles?

Em especial quando o limite dos mesmos é baixo, o que pode te deixar com a sensação que eles não irão causar um grande impacto na sua vida financeira. Entretanto, o impacto pode ser ainda maior, uma vez que é multiplicado.

Dessa forma, o ideal é que você prefira adotar apenas um cartão de crédito principal, com um limite que atenda às suas necessidades, com as menores anuidade e taxas de juros possíveis.

Em relação aos outros que eventualmente você já tenha, o melhor é cancelar os mesmos para evitar dores de cabeça e dívidas.

A melhor opção é concentrar todos os seus gastos em apenas um cartão e se beneficie também dos programas de relacionamento e fidelidade que a maior parte dos serviços desse tipo oferece para os seus clientes.

7 – Não atrase o pagamento das faturas

Os juros das faturas de cartão de crédito carecem de um cuidado especial. Como eles são muito altos, caso você atrase o pagamento da fatura e deixe a dívida se acumular, depois de algum tempo, ela pode já ter multiplicado, e muito, de valor.

Dessa forma, o melhor que você pode fazer para ficar livre do endividamento é evitar ao máximo atrasar o pagamento das faturas do cartão, uma vez que os juros que serão cobrados podem fazer com que a sua dívida cresça de forma desproporcional.

O pagamento mínimo da fatura também deve ser evitado ao máximo, também em virtude das altas taxas de juros envolvidas no crédito rotativo, o ideal é sempre pagar a fatura integralmente.

Se isso não for possível no momento, tente renegociar a sua dívida com a operadora do cartão para evitar acumular um endividamento cada vez maior.

8 – Otimize o uso do cartão

Usar o cartão de crédito para realizar as suas compras é muito útil, entretanto, como ele adianta recursos financeiros que ainda não estão disponíveis, ele pode te trazer uma sensação falsa de segurança financeira, principalmente quando você não realiza um bom planejamento das suas compras.

Em virtude disso, para evitar acabar ficando endividado, você precisa investir na otimização da utilização do seu cartão de crédito, escolhendo estratégias inteligentes para realizar as suas compras com ele.

Analise suas compras e saiba identificar quando usar o cartão de crédito faz sentido e é mais vantajoso e quando fazer isso pode acabar causando um rombo nas suas contas.

O ideal é que você aprenda a usar o cartão de crédito de forma consciente e cautelosa, deixando de lado a ideia de que o mesmo serve como uma forma de complemento para a sua renda.

Tomando esses cuidados, você evita as dívidas, mantém a sua vida financeira saudável e o cartão poderá, inclusive, auxiliar você a manter o seu orçamento em dia em algumas situações.

No artigo de hoje você encontrou x dicas com cuidados que você deve tomar na hora de usar o seu cartão de crédito para evitar comprometer o seu orçamento e acabar ficando endividado.

Se você gostou dessas dicas e quer ver mais conteúdo como esse, para ajudar você a manter a saúde das suas finanças, continue acompanhando as nossas postagens e confira também as nossas publicações anteriores no arquivo do blog.

Artigos que podem ser úteis para você: 10 Dicas para economizar em compras | 5 situações que te deixam financeiramente abalado

Compartilhe esse artigo com seus amigos! ;)
By | 2019-02-05T21:52:34+00:00 novembro 13th, 2018|Finanças|0 Comments

Leave A Comment